Aquisição e Registo de Dados

Aquisição e Registo de Dados

Os Equipamentos para aquisição e registo de dados da DAT foram desenvolvidos para registar parâmetros das atividades de fundações especiais, perfuração e atividades geotécnicas. Todos os produtos DAT são altamente especializados e garantem um excelente desempenho a longo do tempo

Técnicas:

  • Injeções (Grouting)
  • Jet grouting
  • Mistura de solos (Soil mixing / Deep soil mixing)
  • Vibroflutuação
  • Furação com trado continuo
  • Perfuração convencional
  • Ensaios Lugeon e Lefranc
  • Paredes moldada
  • Ancoragens

 

Áreas de interesse:

  • Construção e manutenção de Barragens e Túneis
  • Construção de Pontes, Estradas e Autoestradas
  • Fundações especiais
  • Impermeabilizações
  • Diagrafias de perfuração
  • Ensaios de permeabilidade

O ensaio Lugeon é um ensaio realizado num troço de um furo, onde se injeta água a uma pressão constante, durante um determinado período de tempo; o valor obtido (Unidades Lugeon) é definido como sendo a quantidade de água injetada em litros por minuto e por metro furo a uma pressão de 10 bar.

JET DAQ 2A (1 bomba):

  • Ligação directa a PC em tempo real.
  • Medição dos parâmetros de pressão, caudal e volume.
  • Apresenta diretamente no monitor do PC, os valores de pressão instantânea, caudal médio e volume
  • Apresentação no monitor do PC, em tempo real, de todos os gráficos Lugeon e relatórios sumários.
  • Registo de dados diretamente no PC

JET 4000 AME/ I (de 1 a 4 bombas):

  • Medição e Registo dos parâmetros de pressão, caudal e volume.
  • Apresentação, diretamente no datalogger LCD, dos valores instantâneos de pressão, caudal médio e volume.
  • Apresentação em tempo real dos gráficos de injeção e relatórios sumários.
  • Paragem automática da injeção de água, pelo método GIN quando atingidos os valores máximos de pressão e volume estabelecidos ou alcançada a duração máxima.
  • Reinício automático da injeção se, após paragem, a pressão descer para valores inferiores aos pré-estabelecidos
  • Arranque do ensaio diretamente a partir do teclado datalogger JET 4000 AME / I
  • Envio a partir do PC de um projeto com diferentes tipos de ensaios para evitar a configuração na obra.
  • Descarga de dados para PC para  criação e impressão de relatórios sumários visando a obtenção de ficheiros de rápida e fácil impressão dos ensaios efetuados, bem como a exportação de dados para Microsoft Excel
  • Possibilidade de impressão imediata de dados através do impressor JET PRINTER 60 que pode ser instalado no datalogger
  • Possibilidade de ligação a PC em tempo real

JET DSP 100 / IR (1 bomba):

  • Medição e Registo dos parâmetros de pressão, caudal e volume.
  • Display com dígitos sobredimensionados, e diretamente no datalogger LCD  dos valores de pressão instantânea, caudal médio e  volume.
  • Descarga de dados para PC para criação e impressão de relatórios sumários visando a obtenção de ficheiros de rápida e fácil informação das injeções efetuadas bem como a exportação para Microsoft Excel
  • Possibilidade de ligação a PC em tempo real.
Para injeções a baixa pressão os Instrumentos DAT fornecem dois tipos de produtos: JET AME 4000 / I, até 4 bombas, com funções de monitorização, registo e automação;
  • Medição e registo dos parâmetros de pressão, caudal e volume da calda de cimento.
  • Display, diretamente no datalogger LCD, dos valores da pressão instantânea, caudal médio e volume.
  • Display em tempo real do gráfico da injeção e dos relatórios sumários.
  • Paragem automática do injetor, através do método GIN, sempre que a pressão máxima estabelecida e o volume máximo da calda forem atingidos, ou quando for
    atingida a duração máxima. JET DSP 100 / IR, para 1 bomba apenas com funções de display e registo.
  • Medição e registo dos parâmetros  de pressão, caudal e volume da calda de cimento.
  • Display com dígitos sobredimensionados, e diretamente no datalogger LCD, dos valores da pressão instantânea, caudal médio e volume
  • Descarga de dados para PC para criação e impressão sumária de relatórios visando a obtenção de ficheiros de rápida e fácil informação das injeções efetuadas bem como a exportação de dados para Microsoft Excel.
A técnica CFA (Trados Contínuos) é um método de injeção de estacas. O terreno é perfurado com um trado contínuo e em seguida injetado com cimento através do mesmo trado. Concluída a injeção é introduzida no furo uma armadura.
Display, diretamente no datalogger LCD, dos parâmetros instantâneos e médios registados, dos gráficos relativos à profundidade e dos dados sumários.
Arranque automático do equipamento no início do registo; paragem automática ao atingir a profundidade pretendida; gestão automática da subida das varas (controle ligado/desligado, opcional: proporcional). Reconhecimento automático da operação de mudança de varas. Suspensão automática do registo
Descarga de dados para PC em ordem ao processamento de ficheiros, exportação e relatórios circunstanciados.
Medição e registo dos seguintes parâmetros selecionáveis (por sensores apropriados quer para o decurso da perfuração quer para a operação de retirada de varas)
  • Profundidade da perfuração (JET DEPTH)
  • Velocidade de avanço da perfuração (JET DEPTH)
  • Torque (JET TORQ)
  • Velocidade de rotação / Varas (JET ROT)
  • Inclinação da Torre (eixo X e Y) (JET INCL XY)
  • Pressão do cimento (JET PRESS)
  • Caudal e volume do cimento (JET FLOW)
  • Possibilidade de regular o tempo de subida das varas
  • Comprimento da estaca injetada
  • Data (Início e conclusão do trabalho)
  • Input para recetor GPS
A técnica de Jet Grouting consiste na injeção de calda de cimento a alta pressão. A versão Jet-2 consiste na injeção de ar e cimento e permite a construção de estacas de grande diâmetro. A versão Jet-3 consiste na injeção simultânea de ar, água e cimento.
Display, diretamente no datalogger LCD, dos parâmetros instantâneos e médios registados bem como o registo gráfico relativo à profundidade e dados sumários.
Arranque automático do equipamento no início do registo, paragem automática ao atingir a profundidade, gestão automática do tempo faseado de subida das varas.
Reconhecimento automático da operação de mudança de varas
Suspensão automática do registo.
Descarga de dados para PC para processamento de ficheiros, exportação e relatórios circunstanciados.
Medição e registo dos seguintes parâmetros (por sensores apropriados quer no decurso da perfuração, quer na retirada das varas:
  • Profundidade da perfuração (JET DEPTH)
  • Carga / Peso sobre a coluna de perfuração (JET FORCE)
  • Avanço / Velocidade de avanço da perfuração (JET DEPTH)
  • Torque (JET TORQ)
  • Velocidade de rotação / Varas (JET ROT)
  • Inclinação da Torre (Eixo X e Y) (JET INCL XY)
  • Pressão do cimento, caudal e volume
  • Pressão da água, caudal e volume
  • Pressão do ar
  • Tempo faseado da subida das varas
  • Comprimento da coluna injetada
  • Data e tempos de perfuração / Injeção e duração
  • Energia relativa do terreno
  • Input para recetor GPS
Registo de parâmetros em tempo real. É possível a análise de diferentes parâmetros de perfuração e a sua correlação com as características mecânicas do terreno.
A diagrafia dos parâmetros de perfuração, permite destacar os níveis com diferentes caraterísticas e fazer correlações estratigráficas do terreno.
Apresentação, diretamente no datalogger LCD, dos parâmetros instantâneos e médios registados, dos gráficos de profundidade e dos dados sumários.
Arranque automático do equipamento no início do registo, paragem automática ao atingir a profundidade pretendida.
Reconhecimento automático da operação de mudança de varas. Suspensão automática do registo
Descarga de dados para PC em ordem ao processamento de ficheiros, exportação e relatórios circunstanciados.
Medição e registo dos seguintes parâmetros selecionáveis:· Profundidade da perfuração (JET DEPTH)
  • Carga / Peso sobre a coluna de perfuração (JET FORCE)
  • Avanço / Velocidade de avanço (JET DEPTH)
  • Torque  (JET TORQ)
  • Velocidade de rotação das varas (JET ROT)
  • Inclinação da Torre (eixo X e Y) (JET INCL XY)
  • Pressão da água (JET PRESS)
  • Caudal e volume da água (JET FLOW)
  • Data, tempos da perfuração e duração
  • Energia relativa do terreno
  • Input para recetor GPS
A técnica de mistura de solos consiste na injeção de cimento durante a perfuração e na fase de injeção, a baixa pressão.
Há dois tipos de operação: a superficial e a profunda (mistura de solos em profundidade).
Apresentação, diretamente no datalogger LCD, dos parâmetros instantâneos e médios registados e dos gráficos relativos á profundidade e dos dados sumários.
Arranque automático do equipamento no início do registo; paragem automática ao atingir a profundidade pretendida; gestão automática da subida das varas (controle ligado/desligado calculado sobre volume /metragem)
Reconhecimento automático da operação de mudança de varas . Suspensão automática do registo.
Descarga de dados para PC em ordem ao processamento de ficheiros, exportação e relatórios circunstanciados.
Medição e registo dos seguintes parâmetros  (por sensores apropriados para  o movimento de descida e retirada das varas):· Profundidade da perfuração (JET DEPTH)
  • Carga / Peso sobre a coluna (JET FORCE)
  • Avanço / Velocidade de avanço das varas (JET DEPTH)
  • Torque (JET TORQ)
  • Velocidade de rotação / Varas (JET ROT)
  • Inclinação da Torre (eixo X e Y ) (JET INCL XY)
  • Pressão do cimento (JET PRESS)
  • Caudal e volume do cimento  (JET FLOW / E)
  • Litros / metros injetados
  • Comprimento do tratamento
  • Data (Início e conclusão do trabalho) Duração
  • Input para recetor GPS
As paredes moldadas devem ser executadas com vista à obtenção de um trabalho conforme ao projeto. A verticalidade e rotação devem obedecer a um plano de trabalho cuidadoso para garantir a impermeabilidade das juntas.
Datalogger JET DSP 100/ D  com display , em monitor sobredimensionado, e registo em memória interna dos seguintes parâmetros:
  • Profundidade (m, com resolução de 1 cm)
  • Inclinação, sobre  eixo X e Y, em relação à vertical  (com resolução de 0,1°)
  • Rotação do Grab, sobre eixo Z, (com resolução de  1°)
  • Desvio, eixo X e Y, em relação à vertical (com resolução de 1 cm)
Os dados são adquiridos por sensores instalados no equipamento de escavação. O sensor de inclinação pode ser ligado ao datalogger por cabo ou via rádio. O JET DSP 100 / D pode registar os dados de escavação em função da profundidade. No decurso dos golpes necessários  à execução da parede moldada  os dados individuais de cada  golpe ficam registados. Os dados do último golpe são igualmente registados com vista à análise da escavação no PC no regresso ao escritório. O datalogger pode ser ligado através do PC. Deste modo é possível a calibração dos sensores, a introdução de parâmetros de aquisição de dados e a indicação de valores em gráficos de larga escala.

A técnica da Vibroflutuação utiliza um torpedo vibrador que penetra no terreno.

Este é compactado por força desta ação vibratória. Os materiais tipo gravilha são acumulados num espaço livre produzido pela vibração. Estes materiais vão aumentar a solidez do terreno.

Display, diretamente no dattaloger LCD, dos parâmetros instantâneos e médios registados, dos gráficos relativos à profundidade e dos dados sumários.

Descarga de dados para PC em ordem ao processamento de ficheiros,  exportação e relatórios circunstanciados.

Medição e registo dos seguintes parâmetros (por sensores apropriados para o movimento de descida e de retirada do martelo):

  • Profundidade do tratamento (JET DEPTH)
  • Volume da gravilha adicionada (número de mandíbulas
  • Corrente absorvida pelo martelo elétrico

ou

  • Pressão do martelo hidráulico
  • Duração do tratamento
  • Data, (início e conclusão do trabalho), duração
  • Input para recetor GPS